Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

baú das alembranças

baú das alembranças

O Funcionário Público



Nesta altura do campeonato não há funcionário público que não proteste, reivindique, ou simplesmente ponha em causa o sistema, mas também não há ninguém que não continue a dar o cú e oito tostões, como se diz na minha terra, para pertencer à função pública.



Ora se o Estado fosse assim tão mau patrão como querem fazer crer, não andava tudo ò tio ò tio para ser funcionário público desde cantoneiro, coveiro, auxiliar de limpeza, professor, general ou Juiz.



Porquê?



Ora!.. Porque no sector privado, eu, operário da construção civil, por exemplo, exerci atividade durante 52 anos com horários de 48 horas semanais, depois 45 e só muito mais tarde 40, até chegar à reforma aos 63 com 46 anos de descontos para a Segurança Social.

No fim desses 46 anos acabei a atividade proffissional no topo da profissão com uma reforma de cerca de 900 euros.



Tenho na familia um ex-PSP que nunca passou de agente de segunda classe esteve ao serviço 35 anos a maior parte do tempo na secretaria com horário de 35 horas e tem uma reforma de 1.200 €.



Porra para isto. 


 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D