Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

baú das alembranças

baú das alembranças

Traições sindicais

Em 1984 trabalhava eu na instalação eléctrica da Soporcel na Figueira da Foz.

Era delegado sindical e tinha comigo 25 homens e houve um problema com o pagamento de horas extras.

Como delegado sindical pedi a colaboração do SIESI e após a entrega do pré-aviso avançamos para uma greve parcial.

Passados uns dias o sindicato que estava em negociações com o patronato para outro assunto mais importante do que 25 homens, desconvocou a greve sem sequer falar com estes trabalhadores, incluindo o seu delegado sindical.

Continuamos a greve e foi o próprio responsável da empresa que nos avisou que estávamos a fazer uma greve ilegal.

Conclusão: Processo disciplinar colectivo e a obrigatoriedade de um pedido de desculpas individual em carta registada à administração da empresa.

O DOLMEN DE S:PEDRO DIAS,AS RUNAS E O ESQUECIMENTO

Olá.Sou Adelino de Carvalho e sou de Couchel.
Então como ninguém ligou népia ao apelo que eu lancei já há uns anos para que alguém responsável da autarquia fizesse alguma coisa pelo monumento que é um símbolo em Vila Nova de Poiares, e como ficou tudo na mesma vou de novo apelar para o pelouro da cultura para e para o Sr. Presidente da Autarquia para interceder pessoalmente na organização de uma comissão de estudo com vista a beneficiar o monumento, torna-lo conhecido e apelativo com vista à divulgação histórica do mesmo.

O mecânico o cirurgião e eu

BOA RESPOSTA
Um mecânico está a desmontar a cabeça do motor de uma moto, quando vê na oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido. Ele está a observar o mecânico a trabalhar. Então o mecânico pára e pergunta:
- Bom dia, doutor, posso fazer uma pergunta?
O cirurgião, um tanto surpreendido, concorda e aproxima-se da moto na qual o mecânico está a trabalhar.
O mecânico levanta-se e pergunta:...
- ?Doutor, repare neste motor. Eu abro-lhe o coração, tiro as válvulas, conserto-as, ponho-as no sítio e fecho novamente, e, quando acabo, ele volta a trabalhar como se fosse novo. Explique-me por que é que eu ganho tão pouco e o senhor tanto, quando o nosso trabalho é praticamente o mesmo!!
Então o cirurgião sorri, inclina-se e diz baixinho ao mecânico:
- 'Você já tentou fazer como eu faço, com o motor a trabalhar?'

«Agora respondo eu ao Sr. Dr. Cirurgião:
Eu sou um electricista médio, desmonto, reparo e reponho em serviço o Quadro Eléctrico de um prédio, fábrica ou vivenda, sem desligar a corrente e ganho dez ou quinze euros à hora. que no entanto,comparado com o crurgião, é miséria.
Vou pedir um conselho a um jurista, economista ou contabilista ou psicólogo e pago em média 50 euros por quinze minutos de conversa
Uma reparação num dente custa em média 50 a 70 eurospor quinze minutos a meia hora de trabalho.
Uma cirurgia pode custar mais de três mil euros.
Se alguém me pedisse um conselho sobre uma instalação eléctrica e eu pedisse 50 euros, o mais certo era levar um martelo ou um alicate atrás de mim e tinha de sair dali a correr.
Se o paciente morrer durante a operação ou no pós-operatório, o mal do cirurgião são batatas.
Se o prédio arder após a reparação no Quadro Electrico e sou chamado à barra do Tribunal e posso muito bem ter de pagar com as costas na cadeia os danos causados, incluindo mortes.

Jardim de Vila Nova de Poiares

A minha singela opinião era que se arrancassem as palmeiras e se substituíssem por árvores frondosas como por exemplo jacarandás, faias ou castanheiros da India, cuja sombra fosse proveitosa para as crianças e os adultos que as acompanham.
Um parque infantil sob a torreira do sol que se faz sentir nesta época do ano não é muito útil nem aconselhável.
O que me admira e revolta é que as dezenas de pessoas que frequentam este parque com as suas crianças ou mesmo com amigos para comerem um gelado um beber um refersco aceitam tudo de bom grado embora critiquem por trás que o parque não tem condições.
Sempre que vou a poiares e são muitas as vezes, é a este parque que gosto de ir beber um refresco no bar mas tirando três ou quatro mesas com cadeiras e chapéus o parque tem muito pouca coisa que atraia crianças e adultos.
Faz falta uma zona de mesas, bancos e sombras para além das sombras na zona do parque infantil.

VILA NOVA DE POIARES 2020

Concertza.
Para a frente e em força.
Mas primeiro é necessário reforçar e requalificar as ETARs para que os resíduos, certamente alguns dos quais tóxicos deixem de ser enviados para a Ribeira de Poiares e posteriormente depositados no Rio Mondego e permitir que a Ribeira de Poiares venha a ser na realidade aquilo que se prometeu que era vir a ser um espelho de água para a prática de canoagem e outros desportos nauticos e não um esgoto a céu aberto paredes meias com o Parque ...da Vila, o Pavilhão Gimno-Desportivo, As Piscinas Municipais, "semi-abandonadas", A piscina da Vila, O Parque Infantil e o Parque da Feira.
É urgente também requalificar o parque da Vila e substituir as palmeiras que secaram por árvores frondosas que dêem vida, sombra e bem estar a quem quer descansar ou passar um bocadotranquilo a uma sombra
É triste num parque bonito como o da Vila, em dias de canícula não ver uma criança a brincar nem uma pessoa à sombra, porque não há uma sombra.

Ver Mais
cm-vilanovadepoiares.pt
 
Financiamento de 1,5 milhões de euros é a maior comparticipação atribuída entre todos os municípios da CIM O Município de Vila Nova de Poiares viu aprovada, pelo Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020, a candidatura do projeto para expansão da Zona Industrial – Polo II, designado p...

poiares.png

 

poiares.png

poiares.jpg

poiares.jpg

AS DIATRIBES DE UM APRENDIZ DE BURLÂO

Ainda não percebi nada porque é que a polémica que se alastra à volta de um burlãozito que traz muita gente sobressaltada pensando que a judiciária, o SEF e não sei mais quem andam atrás do moço por causa do futebol.
O rapaz não é nem mais nem menos do que um burlãozito e um safardana aprendiz de gangster que aprendeu a manunusear os computadores e que tem ganho a vida há uns anos para cá a desviar dinheiro de contas alheias para seu proveito próprio e por um motivo qualquer alguém o associou à conrespondência desviada de un clube de futebol para o outro e vice-versa.
Quem lançou a confusão e quis fazer ver que o caso do burlãozito era o mesmo caso dos e-mails foi quem tinha as mãos mergulhadas na porcaria e quis sacudir os fungos do capote.
Ele também, que pensou aproveitar a deixa para lançar mais uma teia para ver se ganhava mais algum.
Mas não é nada disso, porra!
O tal dito Rui Pinto é tão só um burlão que que já era pequeno burlão nacional mas que viu que tinha futuro e quis ser burlão internacional.
E foi.
Foi pouco tempo, mas foi.
Ainda por cima foi esperto.
Não foi muito mas foi.
Quiz fazer uma salgalhada entre burlas, dinheiro desviado de contas alheias, e conrespondência confidencial entre entidades.
Em suma.
Quiz daitar a mão a vários cestos de ovos.
Agora rebentaram-lhe nas mãos e ele ficou sem saber de quem é o quê.
Agora vai bater com as costas no calabouço por uns tempos e o pessoal do FCP cá fora fica todo a pensar que foi o Benfica que o tramou e os benfiquistas a pensar que foi o Porto que o tramou.
Ele vai pagar por vários crimes que cometeu mas nenhum tem a ver com o FCP, o SCP, o SLB, o Olivais e Moscavide ou o Canelas parte pernas.
Mas pronto. já é uma vedeta internacional.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir, câmara, selfie e closeup

Portugal e as agências de rating

centeno.png

centeno II.jpg

 

Ah!... isso é muito bonito Senhor Ministro das Finanças, Dr Mário Centeno.
É muito bonito, nós estamos muito contentinhos da silva e a nossa felicidade neste momento mede-se em gigatoneladas.
Se é para agradecer, nós agradecemos.
Não custa nada.
Mas já agora posso fazer umas perguntinhas, Senhor Ministro das Finanças Dr Mario Centeno?...
Então e nós?
Como é que é connosco?
Como é que vai ser com o nosso poder de compra?
Vamos permanecer eternamente neste estigma de pobretes mas alegretes?
Nós também queremos e temos o direito a sermos europeus e a sermos tratados como tal.
Mas é europeus a sério.
Não queremos ser europeus do cu da Europa
Queremos ser europeus como os suecos, os finlandeses, os noruegueses, os dinamarqueses, os holandesses, os alemães etc, etc.
Pronto:
E sei que o Senhor Ministro das Finanças nem tem culpa de as coisas serem o que são em relação a Portugal e a sua pobreza ser crónica desde o nascer da nacionalidade ou desde os descobrimentos, mas sei que o Senhor Ministro das Finanças pode e deve começar a pensar mais em nós portugueses, na nossa economia, no nosso poder de compra, nos nossos filhos e nos nossos netos.
Sobretudo nos nossos netos.
Olhe que eu, português médio mas a cair para o pobre com cerca de 1.200 euros mensais de pensão de reforma, votei em si e na equipa que trabalha consigo e se lá chegar, vou votar de novo no dia 6 de outubro de 2019.
Não me desiluda que eu de desilusões já tenho a minha cota, para esse peditório já dei e estou farto de politicos incompetentes, burlões, escroques, agiotas, negreiros e esclavagistas

As indminizações e a EDP

edp.png

edp ii.png

 

E se não pedem é porque não querem, não sabem, não se querem incomodar ou pensam que não vale à pena. Não quero estar a pôr panos quentes por cima da entidade que é a EDP ou REN que é tudo o mesmo com nomes diferentes, ainda para mais sendo que agora pertence aos chineses. Mas isso são outros quinhentos e quem foi o culpado devia nesta altura do campeonato ter só a caveira ainda pendurada num pau porque o resto já tinha sido tudo comido pelos vermes e e pelos corvos. A EDP como entidade desde o tempo em que me habituei a trabalhar com ela e já lá vão perto de cinquenta anos, sempre me lembro de ter respeitado os seus compromissos no que respeita a indminizações por acidentes ou por cortes na corrente, mesmo sendo intempéries, derrocadas ou terceiros a provocá-los. Sei até de quem derivado a um corte na via pública, ficou sem corrente em casa durante várias horas. Nas suas calmas foi dormir e comer ao hotel chamou um técnico privado para lhe garantir que os electro-domésticos estavam todos queimados, foi comprar eçlectrodométicos novos para toda a habitação, foi ao talho arranjou facturas e exigiu à entidade o pagamento de todo o prejuizo. Claro que a entidade rabeia mas contra factos não há argumentos e a EDP pagou os prejuizos até ao último centimo e não fez escarcéu.O dinheiro não é deles estão agora a arranjarem problemas com os utentes porque carga de água? A EDP sermpre pagou os melhores ordenados aos seus trabalhadores, por isso chova, troveje, neve ou caiam avalanches eles são sempre os primeiros a chegar

Carlos Candal

RECORDEMOS: CARLOS CANDAL
 
 
 
 
Carlos Manuel Natividade da Costa Candal (Aveiro, 1 de Junho de 1938 — Coimbra, 18 de Junho de 2009) foi um político e advogado português.
Foi membro fundador do Partido Socialista e deputado por aquele partido, primeiro na Assembleia Constituinte, depois na Assembleia da República por diversas legislaturas e, por fim, no Parlamento Europeu. Em 1995, foi o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Aveiro e enfrentou nessa eleição, entre outros, Paulo Portas e Pacheco Pereira. A disputa desse círculo foi uma das mais polémicas, sendo a razão dessa polémica o Breve manifesto anti-Portas em português suave, da sua autoria. Em 2001, candidatou-se ao cargo de bastonário da Ordem dos Advogados, mas as eleições foram ganhas por José Miguel Júdice. (Origem Wikipédia).
Relembrar Carlos Candal é relembrar o homem que em 1995, por altura da campanha para as Legislativas, zurziu forte. e bem. no Paulo Portas (PP), em princípio de carreira política (ainda era director do «O Independente» embora com a actividade suspensa), através da publicação do «Breve manifesto anti-Portas em português suave».
No referido documento já Carlos Candal considerava PP «Tão desenvolto como qualquer vendedor de banha-da-cobra». E que, politicamente «é um "bluff" - produto acabado de certos meios intelectualóides da Capital, que funcionam em circuito fechado: por convites mútuos, elogios recíprocos e esquemas de sobrevivência imediata.».
E prosseguia a sua análise demolidora «Portas é elitista. Mas simula demagogicamente interessar-se pelos problemas a quem, no seu milieu, é uso chamar "as classes baixas".». E mais «O Portas é dissimulado: esconde da opinião pública parte da sua verdadeira identidade.».
E conclui «Fundamentalista e vaidoso o Dr. Portas parece estar convencido de que não existe mais nenhum português inteligente e verdadeiramente patriota...Aliás o Portas tem o nosso povo em fraquíssima conta...».
Carlos Candal revolve-se, muito justamente, no túmulo.

candal.png

 

O Sr Ferraz também era enfermeiro do sector público

AINDA A GREVE SELVAGEM DOS ENFERMEIROS.
Se trabalhassem no sector pivado, a maioria já estava com processos disciplinares instaurados por não estarem a cumprir os serviços considerdos minimos elementares.
A maioria dos enfermeiros do estado ganham para cima de 2.000 euros limpos.
Andei dois anos a fazer diálise numa clinica privada, todos os enfermeiros eram trabalhadores do sector público e aproveitavam os turnos e horários laborais baixos para praticarem mais quatro ou seis horas no sector privado. Há quinze anos havia enfermeiros nessa clinica a ganhar 5.000 euros mensais.
Fazem clinica nos hospitais públicos, de seguida vão para clinicas privadas. fazem tratamentos ao domicílio e ainda fazem acompanhamento a idosos.
Depois querem salário aumentos de salários porque segundo se queixam é uma profissão de desgaste rápido.
Querem é viver à grande com boas moradias, bons carros boas férias em paraísos paradisíacos e não dá para tudo.
O enfermeiro da minha aldeia era profissional do sector público, a mulher era auxiliar também faziam tratamentos ao domicílio e nunca ultrapassaram o facto de se fazerem transportar numa motorizada de 49 cc3.

enfermeiroIII.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D