Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

baú das alembranças

baú das alembranças

Um fedelho à Relvas

Foi verdade sim senhor.
O rapazinho, um jotinha com boa argumentação, engravatado, limpinho educado numa das madrassas do Portas/Relvas/ Passos/Cavaco, com o tapete estendido na frente argumentou em estilo neo-liberal que era possível fazer melhor.
Os argumentos dele eram um fogo fátuo sem qualquer fundamento. Gostava de saber se o fedelho ainda mantém o negócio florescente que apresentou na altura.
Foi este e foi um outro papagaio de Braga pago pelo relvas que também foi ...a um debate do Prós e Contras mostrar que era possível vingar em tempos de crise.
Todos sabemos que sim mas o número dos que vingam em tempo de crise é sempre infímo em relação aos que dificilmente conseguem sequer garantir o seu sustento e dos seus familiares.
Além de que a grande maioria dos que vingam fazem-no pisando e passando por cima dos outros, ou porque os papás lhe fazem a papinha e lha põe na boca.
Com as botas do meu pai, aos seis anos eu já era um homem.
Já nos anos 40/50/60 enquanto meia dúzia enriqueciam e compravam a hipoteca de casas e terrenos, os outros definhavam na penúria.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D