Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

baú das alembranças

baú das alembranças

Lino Abreu CDS

Deputado Lino Abreu condenado a prisão efectiva por corrupção

Outros dois arguidos foram também condenados hoje a 2 anos e 6 meses de cadeia

 

O deputado do CDS-PP, Lino Abreu, o administrador de insolvência, Ruben Freitas, e o agente leiloeiro Adelino Gonçalves, foram condenados pela Instância Central da Comarca da Madeira a 2 anos e 6 meses de pena de prisão efectiva, pela prática do crime de corrupção passiva para acto ilícito.

Na origem do processo em julgamento desde o início deste ano estiveram factos ocorridos em 2003: a venda de bens da insolvente fábrica de conservas 'Faconser'. Cada um dos três arguidos terão recebido 4 mil euros num esquema combinado para vender a baixo preço parte dos bens patrimoniais da empresa.

O Tribunal equacionou se a pena seria efectiva ou suspensa, mas a juíza Carla Menezes, presidente do colectivo, quis aplicar uma pena exemplar, entendendo que um crime desta natureza (corrupção) mina a confiança dos cidadãos no Estado, pelo que, o castigo teria de ir além da mera ameaça de aplicação de pena.

Ricardo Vieira, mandatário de Lino Abreu, deputado do CDS-PP na Assembleia Legislativa da Madeira, já anunciou, após a leitura do acórdão, no final da manhã desta quarta-feira, que vai recorrer da decisão para o Tribunal da Relação de Lisboa.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D