Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

baú das alembranças

baú das alembranças

Cobras

cobra II.jpg

cobra.jpg

 

 A cobra é um animal como outro qualquer. 

Tem o seu espaço na natureza e devemos respeitar isso.
Há cerca de dois anos, em pleno verão estava na aldeia e ao mexer numas sucatas encontrei duas gémeas amarelas com cerca de 0,70 mt.
Uma fugiu, mas a outra agarrei-a e tive-a na mão completamente indefesa. Podia tê-la matado, ou podia tê-la guardado, mas libertei-a para ir à sua vida e fiquei bem comigo mesmo.
Outra vez andava a passear pelo campo e ao passar numa vereda estreita com um muro lateral ouvi um ruído que me levou a parar para ver qual era a sua origem .
Reparei então numa cobra castanha escura enrolada em cima do muro a olhar para mim.
Fiquei a olhar para ela durante um bocado e ela desenrolou-se calmamente e foi refugiar-se num buraco que era certamente o seu ninho.
Esta era bem maior que as amarelas.
Tinha seguramente mais de 1,50 mt e um diâmetro praticamente igual ao meu pulso.
Eu ia armado com uma sachola e podia facilmente tê-la liquidado mas entendi que tendo eu passado ao pé dela e ela ter-me ignorado porque razão iria eu interferir com a sua vida.
Ah! O ruído que ouvi foi o silvo provocado pela sua língua ao cheirar o ar para ver se o que vai a passar é inofensivo e comestível ou não.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D